Extrema e Santa Rita do Sapucaí lideram geração de empregos no Sul de Minas na pandemia

Extrema e Santa Rita do Sapucaí lideram geração de empregos no Sul de Minas na pandemia

A pandemia do novo coronavírus completou 1 ano no último mês de março no Brasil. Junto com a crise sanitária, também veio a crise econômica. Mas, mesmo com a crise, algumas cidades do Sul de Minas se destacaram na geração de empregos. Extrema e Santa Rita do Sapucaí estão entre as 10 cidades de Minas Gerais que mais geraram novas vagas com carteira de trabalho na pandemia. Já Poços de Caldas é a 3ª do estado que mais fechou postos de trabalho durante a crise.

Os dados analisados pelo G1 são os do Caged, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, divulgados nesta quarta-feira (28) pelo Ministério da Economia. Eles também mostram que as principais cidades do Sul de Minas tiveram um desempenho bem melhor no 1º trimestre deste ano em relação à geração de empregos do que o mesmo período do ano passado, que coincidiu com o início da pandemia.

Conforme os dados, Extrema teve um saldo positivo de +4.171 novas vagas de trabalho nos últimos 12 meses, que coincidem com o período da pandemia. A cidade é a 5ª do estado que mais gerou empregos no período. Já Santa Rita do Sapucaí gerou +2.488 novas vagas de emprego, a 9ª cidade com mais empregos gerados.

Para contiuar lendo a matéria, clique aqui.