SINDVEL realiza missão comercial ao Paraguai e Chile

Empresários brasileiros no Seminário de Rádio e TV Digital, no Chile. 

Aconteceu entre os dias 18 e 22 de fevereiro a Missão Comercial Paraguai-Chile, que teve como objetivo realizar visitas técnicas, seminários e rodada de negócio em ambos os países. Organizada pelo SINDVEL através do Projeto Setorial Eletroeletrônicos Brasil em parceria com a Apex Brasil, a missão contou com 12 empresas brasileiras do setor de radiodifusão.

Na visão da gerente do Projeto PS Eletroeletrônicos Brasil, Daniela Saccardo, a missão estimula o crescimento e o desenvolvimento de todas as empresas instaladas no APL de Eletroeletrônicos de Santa Rita do Sapucaí e de outras cidades, o que representa uma verdadeira vitrine de seus produtos.

A missão teve início na capital paraguaia, Assunção, na última segunda-feira (18), com uma visita ao CONATEL, Comisión Nacional de Telecomunicaciones, ao canal de televisão do Paraguai, UNICANAL e rádios também pertencentes ao grupo paraguaio JBB, empresa de Mídia, Entretenimento e Distribuição, ambas localizadas na capital, Assunção. Na terça-feira (19), os empresários brasileiros encerraram a programação no Paraguai com seminários técnicos e rodadas de negócios realizados na embaixada
brasileira no país.

Empresários brasileiros em visita ao canal de televisão paraguaia, UNICANAL.

Na quinta-feira (21), a missão teve início na capital chilena, Santiago, com o Seminário de Rádio e TV Digital Brasil – Chile e a Rodada de Negócios entre empresas brasileiras e chilenas. A embaixada do Brasil, representada pela chefe do setor comercial, Renata Fasano, abriu a programação da segunda etapa da missão dando as boas vindas à delegação brasileira, seguida de uma breve apresentação sobre a relação comercial entre Brasil e Chile.

Rodada de negócios realizada no Chile entre empresários brasileiros e chilenos.

Segundo Renata Fasano, “o Chile é o segundo maior importador de produtos brasileiros na América Latina, depois da Argentina e o 5º maior mercado mundial para os produtos brasileiros depois de China, EUA, Argentina e Países Baixos”. Existem ainda novas perspectivas para comércio e investimento entre os dois países como o Acordo de Livre Comércio assinado por ambos em novembro de 2018”, completou Renata. Este acordo trata da modernização destas relações nas áreas de telecomunicações, e-commerce, comércio e meio ambiente, barreiras não tarifárias entre outros.

A apresentação da embaixada brasileira no Chile também abordou outras questões como as novas perspectivas de transporte e logística entre os dois países, que devem ser realizadas entre os governos nos próximos anos. Dentre estas perspectivas está a construção do Corredor Bioceânico e o fim da vigência do Acordo de Transporte Marítimo Brasil – Chile, a partir de janeiro de 2020, com o intuito de reduzir os custos com frete para ambos os países.

Em seguida, o gerente da SUBTEL – Subsecretaria de Telecomunicações do Chile, Alvaro Castro, apresentou uma cronologia da implementação da televisão digital no Chile, desde seu início em 2014 até 2020, quando acontecerá o ‘apagão analógico’ em todos os estados do país. Finalizando a participação chilena no seminário, o escritório de advocacia, Montt Group, representado por Luciana Rodrigues e Francisco Montt, abordou o tema “Fazendo Negócios no Chile”. O encerramento da missão empresarial ParaguaiChile
aconteceu na sexta-feira (22), com visitas técnicas ao canal de TV no Chile, o Canal 13.

Empresários brasileiros no canal de televisão chilena, Canal 13.

Além da gerente do Projeto Setorial Eletroeletrônicos Brasil APEX /SINDVEL, Daniela Saccardo, participaram do seminário de Rádio e TV Digital Brasil – Chile e da Rodada de negócios as empresas brasileiras Biquad Broadcast, EITV – Entretenimento e Interatividade para TV Digital, Playlist Software Solutions, Proeletronic, SDC, ShowCase PRO, SNEWS, STB, TSDA, Tecsys do Brasil Industrial Ltda, Hitachi Kokusai Linear Equipamentos Eletrônicos S.A e Ideal Antenas.