Programa Municipal de Incubação Avançada de Empresas de Base Tecnológica

FAI – Centro de Ensino Superior em Gestão, Tecnologia e Educação, em parceria com a USP – Universidade de São Paulo, Sindvel – Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica, e Associação Industrial de Santa Rita do Sapucaí (AISRS), realizou evento na terça-feira, 24 de abril, no auditório da Incubadora Municipal de Empresas Sinhá Moreira. O objetivo era apresentar para as empresas do Vale da Eletrônica o projeto Nagivale – Núcleo de Apoio à Gestão da Inovação do Vale da Eletrônica.

O Nagivale está sob a coordenação do Bureau de Informação, Desenvolvimento e Inovação do APL Eletroeletrônico de Santa Rita do Sapucaí (BIDI), programa da FAI em parceria com a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais (SECTES) e Fapemig. Os recursos são financiados pela FINEPCNPq e Fapemig.  A meta é capacitar e apoiar 50 empresas em atividades relacionadas à gestão da inovação, segundo o coordenador  do APL de Eletroeletrônicos, Osmar Aleixo Rodrigues Filho.

O programa é constituído de oito etapas que serão distribuídas em um período de dois anos e, ao final, cada uma das 50 empresas terá desenvolvido o seu Plano de Gestão da Inovação. A primeira etapa, que corresponde à sensibilização e adesão das empresas, aconteceu no evento do dia 24 de abril, quando as empresas de Santa Rita do Sapucaí tiveram oportunidade de manifestar seu interesse em participar do Nagivale e usufruir dos benefícios do programa. Para participar do Nagivale, a empresa deve ser associada ao Sindvel ou à Associação Industrial de Santa Rita do Sapucaí e, também, ser uma indústria com processo fabril de base tecnológica.

Além das 50 empresas participantes, o Nagivale irá desenvolver um produto específico para as Incubadoras de Empresas (Municipal, Inatel e Itajubá) e, também, disseminar a cultura da inovação no ambiente acadêmico, pois capacitará 50 graduandos da FAI que atuarão como Agentes da Inovação dentro de cada uma das empresas. Atuando como bolsistas CNPq e Fapemig, os alunos cumprirão 20 horas semanais nas empresas participantes sob a responsabilidade e coordenação de professores da instituição, qualificados e preparados para o projeto.

Durante o evento de lançamento, o professor e coordenador científico do Núcleo de Política e Gestão Tecnológica (PGT/USP), Guilherme Ary Plonski, ministrou uma palestra com o tema “A Hora e a Vez da Inovação na Pequena Empresa’.

Para mais informações, entre em contato com o BIDI/FAI pelo telefone: (35) 3473-3017 ou 3473-3034.

Fonte: SECTES

Disponível em: http://goo.gl/W0D0h