PARQUE TECNOLÓGICO

O que é um Parque Tecnológico?

  • Organização gerida por profissionais especializados que tem como objetivo fundamental incrementar a riqueza da comunidade local, promovendo a cultura da inovação e a competitividade das empresas e instituições geradoras de conhecimento instaladas no parque ou associadas a ele.
  • Contribui e fomenta a transferência de conhecimento e tecnologia às universidades, instituições de P&D e empresas;
  • Facilita o desenvolvimento de empresas/start-ups de base tecnológica por meio de incubação e processos de spin-off e;
  • Fornece estrutura física de qualidade e serviços de valor agregado.

Requisitos

  • Base de Ciência e Tecnologia
  • Transferência de Conhecimento
  • Empreendedorismo de base tecnológica
  • Dinâmica Empresarial
  • Apoio governamental
  • Modelo de governança e gestão
  • Equipe qualificada
  • Infraestrutura e instalações
  • Serviços e facilidades

Objetivos

  • Contribuir para o desenvolvimento do sistema local de ciência e tecnologia, tendo a inovação como o objetivo central do esforço de P&D;
  • Gerar localmente novos conhecimentos passíveis de serem transformados em novos produtos e processos, através do estímulo ao desenvolvimento de ligações entre agentes inovativos na troca de conhecimentos específicos e do desenvolvimento de conexões locais de redes mundiais de informações;
  • Facilitar o surgimento de novas empresas provenientes de instituições locais, como universidades ou outras empresas de base tecnológica (spin-offs);
  • Criar ambiente favorável para o desenvolvimento de empresas inovadoras baseadas em novos conhecimentos, gerados especialmente através de redes locais de informações;
  • Melhorar a competitividade mundial de empresas locais;
  • Criar novos mercados de produtos e serviços especializados;
  • Criar postos de trabalho especializados contribuindo para aumentar o efeito multiplicador da renda local.

Por que Parque Tecnológico aberto de Santa Rita do Sapucaí?

Indústria – APL de Eletroeletrônicos Consolidado

  • 153 indústrias de base tecnológica
  • 14.7000 postos de trabalho no setor (diretos e indiretos)
  • 14.500 produtos no segmento
  • 31 start-ups em fase de incubação / 03 Incubadoras
  • 01 Condomínio Municipal de Empresas
  • Mão de obra qualificada
  • Instituições de ensino / 60 Laboratórios de P&D
  • Incentivos governamentais / Centros de Pesquisa
  • Desenvolvimento de projetos de base tecnológica
  • Fabricação de produtos / partes e peças

Academia

  • 11 cursos técnicos
  • 10 cursos de graduação
  • 22 cursos de pós-graduação
  • 01 curso de mestrado

Poder Público

  • Incentivos municipais (aluguel de galpões/terrenos)
  • Incentivos estaduais: tratamento tributário diferenciado (0% ICMS)
  • Incentivos federais: PPB – Lei de Informática

Justificativa

Ciente da importância dos parques tecnológicos para o desenvolvimento do estado de Minas Gerais, o APL de Eletroeletrônicos de Santa Rita do Sapucaí, através de sua entidade de Governança local, o SINDVEL, solicitou que o Governo do Estado reconheça e credencie Santa Rita do Sapucaí como um Parque Tecnológico Aberto, permitindo que ele faça parte do Programa de Implantação e Consolidação de Parques e Polos Tecnológicos em Minas Gerais – PROPARQUE e dê um importante e decisivo salto para o futuro.

Essa demanda faz sentido à medida em que a cidade de Santa Rita do Sapucaí já é reconhecida nacionalmente como um efetivo ecossistema de inovação, no qual a Hélice Tríplice opera para o desenvolvimento regional.

O Parque Tecnológico Aberto de Santa Rita do Sapucaí atua como um potencializador desse ecossistema, por meio da facilitação da interação entre os agentes envolvidos, intensificação dos projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I), promoção da inovação e atração de investimentos para a região. O reconhecimento oferecerá melhores condições para o crescimento das empresas residentes e surgimento de start-ups, a atração de novos empreendimentos, a geração de empregos de qualidade e, consequentemente, auxiliar na promoção do desenvolvimento econômico e social da região.

O desenvolvimento econômico de regiões e países está cada vez mais atrelado à valorização das atividades de ciência e tecnologia, uma vez que na sociedade do conhecimento, a inovação tecnológica exerce papel decisivo na busca e sustentação de vantagens competitivas de empresas e setores econômicos. Assim, participar de um ecossistema inovador é um requisito fundamental para proporcionar o desenvolvimento tecnológico em empresas, cidades e até mesmo de um país. Quanto maior a capacidade de lançar tendências e inserir novas tecnologias no mercado, maior será a probabilidade de que uma instituição se sobressaia em um cenário competitivo e dinâmico.

Santa Rita do Sapucaí, o Vale da Eletrônica é berço de 45 inovações tecnológicas a cada 30 dias e pode elevar esse número para pelo menos 100 novidades por mês. É campo fértil para o desenvolvimento da indústria mineira e pode vir a ser um dos mais importantes parceiros do governo para a necessária substituição de importação em vários itens de nosso composto tecnológico. É campo de excelência para a formação humana e técnica de profissionais capacitados para gerar os projetos que garantirão o futuro sustentável de nosso país. É gerador de emprego e renda para os mineiros, é objeto de estudo de pesquisadores brasileiros e estrangeiros por suas características inovadoras e por seus excelentes resultados.

Aqui acontecem inovações em todos os campos, tecnológicos e sociais, do conhecimento, da informação, do desenvolvimento humano. Exemplos especiais são o Cidade Criativa Cidade Feliz, Festival de Criatividade e Inovação que promove mais de 700 ações em todo o município, com participação ativa de todas as entidades representativas da cidade e voluntários. Dentro do Cidade Criativa, acontece, por exemplo, o Hacktown – Festival de Conhecimentos Gerais que atrai cerca de 3 mil pessoas do Brasil e exterior para quatro dias de palestras sobre temas variados, realizadas nos bares, restaurantes, escolas e até praça pública. O Hacktown é baseado em um modelo americano e o único no Brasil. Mais um exemplo da inovação permanente que acontece em Santa Rita do Sapucaí.

Principais Benefícios do Parque Tecnológico aberto

  • Limite geográfico para instalação de novas empresas: área que delimita o município (321 m²)
  • Atração de investimentos e novas empresas/start-ups
  • Geração de empregos e renda
  • Implantação de novos laboratórios de pesquisa avançada
  • Incentivo à pesquisa, desenvolvimento e inovação
  • Atração de mais alunos para as escolas
  • Melhor aceitação no mercado nacional e internacional
  • Aumento da visibilidade do Vale da Eletrônica
  • Estímulo à parcerias nacionais e internacionais
  • Incentivo para a substituição de importações

Sermos reconhecidos como Parque Tecnológico Aberto será, sem dúvida, um importante salto para o acesso de nossas empresas e instituições às linhas de fomento essenciais para os investimentos contínuos em inovação, pesquisa e desenvolvimento que garantem nossa participação, e sustentabilidade, no cada vez mais competitivo mercado mundial. Além do expressivo poder de atração de estudantes para nossas escolas, futuros profissionais que contribuirão decisivamente para o engrandecimento do Brasil.

Para cumprir sua missão, o Parque está de portas abertas para alavancar a capacidade de inovação das empresas por meio da interação dessas com instituições geradoras de conhecimento e órgãos governamentais.

Sua atuação não irá se restringir apenas aos limites de Santa Rita do Sapucaí, prospectando parcerias nacionais e internacionais com outras ICT’s e Parques nas áreas de vocação da cidade (Eletroeletrônica, Telecomunicações, Segurança, Radiodifusão, Eletromédicos, Energia, Automação Industrial, Predial e Comercial, Tecnologia da Informação (TI), Sustentabilidade, Construção Civil, Defesa, Automotivo, Iluminação, Internet das Coisas (IoT), Tecnologias Educacionais e Prestação de Serviços em Locação de Hardware com licenciamento de ferramentas de Comunicação e Produtividade).

Dessa forma, espera-se que a existência de um parque atuante em Santa Rita do Sapucaí atraia maior visibilidade não só para a cidade, mas também para as empresas, fortalecendo-as e ampliando as suas possibilidades de atuação no mercado brasileiro e internacional.

O Parque Tecnológico de Santa Rita do Sapucaí será um parque aberto. Entende-se como um parque aberto aquele que não necessariamente oferece espaço para a instalação das empresas e por este motivo, não restringe ou controla fisicamente a área para instalação das mesmas. Dessa forma, o espaço físico para a implantação de empresas que desejarem associar-se ao Parque será delimitado pelas fronteiras da cidade, que compreende uma área de 321 km².

O Parque oferecerá, por meio do seu edifício-sede, um complexo de 4 mil m2 de área construída, que será a sede da Governança Corporativa do Parque Tecnológico Aberto de Santa Rita do Sapucaí, um ambiente compartilhado para todas as instituições, empresas e start-ups, com ambientes de uso comum e acesso a todos os recursos necessários para a sua boa gestão como: recepção de visitantes, show-room tecnológico, área de lazer, espaço para eventos, auditórios, salas de trabalho compartilhadas, laboratórios, salas para acomodação temporária de empresas que tiverem interesse em se estabelecer no município, entre outros.

Haverá também um espaço de convivência de livre acesso para colaboradores das empresas e entidades associadas. Esse espaço terá como propósito ser um ambiente de networking e contará com mesas que os frequentadores poderão utilizar livremente para realizar suas atividades. O espaço tem como objetivo integrar os associados e estreitar o relacionamento entre eles. Espera-se que essa aproximação e compartilhamento de experiências fomente a inovação, o empreendedorismo e a criação de soluções.

Durante este período, pretende-se que o Parque Tecnológico Aberto e seus associados usufruam da infraestrutura de seus parceiros como auditórios, salas de reunião, espaços de coworking, laboratórios de diversas especialidades para desenvolvimento, inovação e testes e até incubação de start-ups.

A sede da Governança corporativa do Parque Tecnológico Aberto de Santa Rita do Sapucaí também terá espaço para a realização de eventos como a FIVEL – Feira Industrial do Vale da Eletrônica, que reúne as 153 indústrias do APL  de Eletroeletrônicos em uma mostra de produtos e serviços, a Mostra Sebraetec de Inovação, o Boot Camp Sebrae, o Cidade Criativa, Cidade Feliz e o Hacktown com suas mais de 200 palestras, e diversos outros eventos realizados pelas entidades que compõem o Parque. A sede também terá um espaço permanente para a Associação Comercial e Empresarial do Vale da Eletrônica – ACEVALE, importante parceira para o desenvolvimento comercial dos produtos do Vale da Eletrônica.