O VALE DA ELETRÔNICA

Santa Rita do Sapucaí, antes conhecida somente como grande produtora de café e leite do Sul de Minas Gerais, é hoje identificada nacional e internacionalmente como “O Vale da Eletrônica”.

A cidade tornou-se um dos principais Polos de Tecnologia do Brasil e é reconhecida em todo o mundo pelo desenvolvimento e produção de eletroeletrônicos, que hoje são exportados para diversos continentes, negociando atualmente com 52 países.

As 153 empresas que constituem o Arranjo Produtivo Eletroeletrônico (APL) empregam cerca de 14.700 pessoas e têm como característica comum a busca constante pela inovação e o pioneirismo no desenvolvimento dos mais de 14.500 itens que fabricam. Seus produtos estão voltados principalmente para os setores de: Eletroeletrônico, Telecomunicações, Segurança, Eletrônica, Informática, Produtos para Radiodifusão, Automação Industrial, Predial e Comercial, Tecnologia da Informação, Eletromédico, Insumos e Prestação de Serviços.

Todo o desenvolvimento do Polo está ligado ao ensino de Eletrônica, Telecomunicações, Informática e Administração, tendo como principais características o empreendedorismo e incentivo à inovação tecnológica. As formações são promovidas por instituições pioneiras, como a Escola Técnica de Eletrônica “Francisco Moreira da Costa” (ETE-FMC), a primeira da América Latina (1959), o Instituto Nacional de Telecomunicações (INATEL) (1965), o Centro de Ensino Superior em Gestão, Tecnologia e Educação (FAI) (1971), e o SESI/SENAI – instituição fomentadora de educação e inovação para o setor industrial (2002 – em Santa Rita do Sapucaí).

O Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL) integra o APL Eletroeletrônico e oferece suporte necessário às empresas do Vale da Eletrônica, coordenando projetos voltados para certificações de empresas e produtos, cursos, participação em feiras, congressos, eventos nacionais e internacionais, entre muitos outros.