HISTÓRIA DE SANTA RITA DO SAPUCAÍ

Imagem: Divulgação                

Santa Rita do Sapucaí é um município da Mesorregião do Sul e Sudoeste de Minas Gerais, no Brasil. Sua população é de 40.784 habitantes. É conhecida como “O Vale da Eletrônica”, devido aos centros educacionais e empresas dessa área situados na cidade.

As referências na área de educação são: a Escola Técnica de Eletrônica “Francisco Moreira da Costa”, o Instituto Nacional de Telecomunicações – INATEL e a FAI – Centro de Ensino Superior em Gestão, Tecnologia e Educação. Esses centros educacionais são responsáveis pela formação da mão de obra especializada na cidade.

O município está compreendido numa área de 321 quilômetros quadrados, com altitude de 821 metros e temperatura entre 6 e 32 graus centígrados.

Atualmente, é comarca intermediária e dista, em linha reta, 316 quilômetros da capital do estado, Belo Horizonte. Situa-se em uma região onde se alternam montanhas e vales que formam a Bacia do Rio Sapucaí.

A data magna da cidade é o dia 22 de maio, festa da padroeira, celebrada todos os anos com conotações religiosas, folclóricas e sócio-culturais. A padroeira, Santa Rita de Cássia, santa italiana nascida no século XIV, modelo de virtude e coragem, é o símbolo de mulher santa-ritense. O aniversário de emancipação político-administrativa é comemorado no dia 24 de maio.

 

Economia
Sua economia está calcada principalmente nas atividades agropecuárias e industriais.

Café, leite, indústria agropecuária e indústria eletrônica são suas principais fontes de renda, produzindo ainda sementes de milho, arroz, café e outros.

Várias indústrias estão instaladas na cidade (mais de 153 empresas). Acompanhando os ensinamentos de suas escolas, estão mais voltadas para as áreas de eletrônica, telecomunicações e informática.

 

Feiras Tecnológicas
A Feira Industrial do Vale da Eletrônica (FIVEL) foi criada com o objetivo estratégico de incrementar o faturamento anual do APL de Santa Rita do Sapucaí através de negócios internacionais e nacionais e lançamento de produtos. Sua última edição, em 2010, gerou 1 milhão de reais em negócios.

A Feira de Tecnologia do Centro de Ensino Superior em Gestão, Tecnologia e Educação (FAITEC) é um evento anual promovido pela FAI, com o objetivo de apresentar à comunidade o potencial criativo de seu corpo discente, visando despertar o interesse dos visitantes e viabilizar oportunidades de geração de novos negócios, empregos e estágios. Além disso, a Feira busca atrair financiamentos para projetos que promovam o atendimento das necessidades locais, regionais e nacionais e o crescimento profissional dos alunos.

A Feira Tecnológica do Instituto Nacional de Telecomunicações (FETIN), é um eficaz instrumento de sensibilização para o empreendedorismo, pois permite aos participantes oportunidades para desenvolver, projetar e expor suas ideias, projetos, produtos e serviços, sendo uma excelente oportunidade para a revelação de novos empresários. São apresentados trabalhos técnico-científicos nas áreas de gestão, tecnologia da informação e educação, divulgando novas ideias e experiências nessas áreas. O intercâmbio com outras instituições de ensino também é considerado um importante objetivo da feira.

A Feira de Projetos da Escola Técnica de Eletrônica “Francisco Moreira da Costa” (PROJETE) foi criada com o objetivo de incentivar o empreendedorismo e a criação de novas empresas. É realizada anualmente pelo Centro de Desenvolvimento (CEDEN). A ETE busca empreender a melhor forma de integração escola-empresa, num esforço educativo de contextualização da educação profissional e de seus alunos como bons cidadãos.

São apresentados trabalhos técnico-científicos nas áreas de gestão, tecnologia da informação e educação, divulgando novas ideias e experiências nessas áreas.

 

Localização
A cidade está localizada  muito próxima de capitais importantes como São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro.

O município está compreendido numa área de 321 quilômetros quadrados, com altitude de 821 metros e temperatura entre 6 e 32 graus centígrados.

Atualmente, é comarca intermediária e dista, em linha reta, 316 quilômetros da capital do estado, Belo Horizonte. Situa-se em uma região onde se alternam montanhas e vales que formam a Bacia do Rio Sapucaí.

A principal rodovia que corta o município é a BR-459, ligando Paraty a Poços de Caldas.

 

Perfil
Santa Rita do Sapucaí é conhecida em Minas Gerais por sua vanguarda no ramo da eletrônica e telecomunicações, pois tem um Arranjo Produtivo Local (APL) dessas indústrias. Depois do seu grande desenvolvimento, ficou conhecida como o “Vale do Silício” brasileiro.

A semente do Vale da Eletrônica foi plantada pela benemérita “Sinhá Moreira”, que fundou a Escola Técnica de Eletrônica “Francisco Moreira da Costa”. Logo depois, foi criado o Instituto Nacional de Telecomunicações (INATEL) e, alguns anos depois, o Centro de Ensino Superior em Gestão, Tecnologia e Educação (FAI). Essas três escolas formam a mão de obra do Vale.

Assim, a ideia de Dona Sinhá Moreira expandiu-se e foi incorporada pelas administrações públicas, passando a contar com a força de outros nomes expressivos no panorama econômico e político brasileiro, o que a conduziu para a formação do chamado “Vale da Eletrônica”.

Desde então, a cidade tomou novos rumos na área tecnológica, criando ambiente para que os alunos ali formados permanecessem com suas ideias e projetos e gerassem novas indústrias, que passaram a dar o tom do desenvolvimento à cidade e possibilitaram que seus jovens ali se empregassem e desenvolvessem suas carreiras profissionais. Hoje, a oferta de empregos é grande e a renda per capita anual pode ser comparada a de importantes cidades como Sorocaba, Uberlândia e Piracicaba.