Consulado Britânico visita o Vale da Eletrônica

Nos dias 19 e 20 de setembro, o Sindvel recebeu a visita do Cônsul Britânico Thomas Nemes e do Gerente de Desenvolvimento de Negócios, Tecnologia e Cidades Inteligentes do Consulado Britânico de Recife, Cristiano Andrade. Na quarta-feira (19), a agenda incluiu visitas às instituições de ensino e pesquisa do Arranjo Produtivo Local de Santa Rita do Sapucaí e um jantar empresarial, com a presença do presidente do SINDVEL, Roberto de Souza Pinto, diretores do sindicato, o diretor da FAI, Prof. Dr. José Cláudio Pereira e o vice-diretor do Inatel, e diretor eleito, Carlos Nazareth Motta Martins.

Na quinta-feira (20) a reunião aconteceu na sede do Sindvel, quando o presidente Roberto de Souza Pinto apresentou dados sobre o APL e as potenciais parcerias que podem ser estabelecidas entre o Vale da Eletrônica e o Reino Unido. Já o prefeito municipal Wander Wilson Chaves apresentou ao consulado o conceito de criação do movimento colaborativo Cidade Criativa, Cidade Feliz e também destacou a abertura do município para a atração de empresas e parcerias com os países que compõem o Reino Unido.

O cônsul britânico Thomas Nemes disse que ” a decisão de iniciar o processo de abertura do consulado britânico em Minas Gerais baseou-se na necessidade de uma presença mais forte do governo britânico no estado, mesmo em decorrência da grave crise econômica no país. Para ele, “o interesse do Reino Unido no investimento em projetos de tecnologia, ciência e inovação no Brasil, vem construindo a base para o crescimento social e sustentável do país, aumentando conexões e parcerias entre os dois países. Atualmente, o Reino Unido investe 150 milhões de libras no Brasil e parte deste valor pode ser destinado à Santa Rita do Sapucaí”, completou.

Para Cristiano Andrade, Gerente de Desenvolvimento de Negócios, Tecnologia e Cidades Inteligentes do Consulado Britânico de Recife, “o Reino Unido pode agregar muito ao Arranjo Produtivo Local de Santa Rita do Sapucaí, seja com investimentos, parcerias tecnológicas ou até mesmo uma joint venture“. As empresas britânicas devem olhar para o que está sendo feito aqui” completa. Dentro deste panorama, um dos objetivos do governo britânico é encontrar potenciais requisitos dentro de um determinado cluster de tecnologia e, segundo ele, “Santa Rita do Sapucaí contempla todos eles”, afirma Cristiano. ” A relação entre os dois países é muito longa e, para o governo britânico, o Brasil possui um peso muito grande dentro dos mais diversos setores de tecnologia na América Latina, representando mais de 50% dos negócios”, completa.

A visita encerrou-se com um acordo entre o presidente do Sindvel e o cônsul de dar continuidade às tratativas de oportunidades de negócios entre o Vale da Eletrônica e o Reino Unido.