BNDES libera financiamentos de R$ 1,7 bilhão para Minas

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) liberou para Minas Gerais, em 9 de outubro, duas novas linhas de financiamento no valor total de R$ 1,789 bilhão. Deste montante, R$ 1,32 bilhões fazem parte do Programa de Apoio ao Investimento dos Estados e Distrito Federal (Proinveste) e R$ 469,7 milhões serão destinados ao Programa de Desenvolvimento Integrado (PDI 2) do Governo de Minas.
Os recursos serão utilizados para a execução de ações previstas no Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG), que integra o Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado (PMDI). A previsão é que o BNDES libere até dezembro deste ano a primeira parcela do financiamento, informa Gabriella Nair Figueiredo Noronha Pinto, diretora Central de Avaliação de Projetos e Captação de Recursos da Seplag. “A Secretaria tem procurado novas formas de financiamento para a implementação das políticas públicas do Governo de Minas”, argumenta, lembrando que os recursos serão utilizados em projetos prioritários para o Estado.

Vetor Norte

Os recursos de R$ 469,7 milhões do Programa de Desenvolvimento Integrado (PDI 2) serão utilizados em três áreas, representadas por infraestrutura, mobilidade e segurança pública. De acordo com Gabriella Nair serão contemplados, no Vetor Norte, a instalação do Centro de Tecnologia e Capacitação Aeroespacial (CTCA), na região de Confins, com o objetivo de capacitar mão-de-obra para a atração de empresas do setor. Está prevista também para esta região, a realização de obras viárias na área de acesso ao aeroporto de Confins contemplando, entre outros, a avenida Cristiano Machado e um trecho no contorno Norte de Lagoa Santa. No âmbito da segurança os recursos serão utilizados para a implantação de um Centro Integrado de Comando e Controle, no bairro Gameleira, em Belo Horizonte, reunindo as polícias Civil, Militar e o Corpo de Bombeiros, com ações preparatórias para a Copa das Confederações e de 2014.

Proinveste

A segunda linha de financiamento do BNDES, somando R$ 1,32 bilhões, faz parte do Programa de Apoio ao Investimento dos Estados e Distrito Federal (Proinveste) e se destina a ações também nas áreas de segurança, mobilidade e infraestrutura. Além destas, esta linha será destinada aos setores de gestão, ciência e tecnologia e saneamento, entre outros. Entre as várias ações previstas está o Programa de Desenvolvimento Aeroviário, com obras de melhoria e adequação de aeroportos regionais e obras de implantação de sistemas de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto, principalmente em municípios da região Norte de Minas, com população de 200 a 5 mil habitantes. Os recursos darão continuidade, também, à implantação da Cidade das Águas, em Frutal, no Triângulo Mineiro, onde está sendo instalado complexo reunindo instituições que pesquisam sobre o desenvolvimento sustentável dos recursos hídricos.