14ª FIVEL – Feira Industrial do Vale da Eletrônica

Vale da Eletrônica investe R$ 300 milhões em desenvolvimento e lançamento de novos produtos

Aporte contempla investimento em modelo mais eficiente de tornozeleiras eletrônicas do mercado, criação de APPs para gerenciamento de Hotel e utilização da Internet das Coisas para controlar alarmes residenciais por smartphones; empresas do Vale movimentam R$ 3,2 bilhões em 2017

O Vale da Eletrônica, maior polo de tecnologia eletroeletrônica do país, localizado em Santa Rita do Sapucaí (MG), está investindo, apenas neste ano, R$ 300 milhões no desenvolvimento e lançamento de novos produtos, contrariando o atual cenário econômico de estagnação. Vários desses lançamentos poderão ser conferidos durante a 14ª Feira Industrial do Vale da Eletrônica (Fivel), uma das mais importantes do setor, que será realizada entre os dias 12 e 14 de setembro,por iniciativa do Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (Sindvel). Para o presidente do Sindvel, Roberto de Souza Pinto, os investimentos são importantes para acompanhar as mudanças na área de tecnologia e para se manter como referência internacional em vários segmentos. “O Vale fica antenado às novidades mundiais dos diversos setores, para estar sempre à frente do mercado. No Vale temos toda a estrutura produtiva necessária para a elaboração e fabricação de produtos para mantemos o nível de qualidade e a referência como potente polo de tecnologia”, disse. O presidente prevê que as empresas do Vale vão movimentar, neste ano, negócios na ordem de R$ 3,2 bilhões. O Vale da Eletrônica reúne 153 empresas em um Arranjo Produtivo Local (APL), produz mais de 14,5 mil produtos e emprega 14,7 mil pessoas, cerca de 29% da mão de obra da indústria eletrônica de Minas Gerais. Por ser berço da tecnologia de ponta no país, é comparado ao Vale do Silício, nos Estados Unidos. Em breve, o Vale se consolidará como parque tecnológico aberto e é reconhecido como um cluster maduro do setor eletroeletrônico, há muitos anos, devido à sua forte governança local.

O Vale da Eletrônica é referência internacional em radiodifusão, chip encapsulado, sensores, circuito fechado de televisão (CFTV), tornozeleira eletrônica, urnas eletrônicas, software embarcado, fibra óptica, tokens OTP, polo de produção de equipamentos eletromédicos e prestação de serviços em locação de hardware com licenciamento de ferramentas de comunicação e produtividade. Os principais blocos econômicos do mundo importam parte da produção doVale da Eletrônica, como países da Ásia, Oriente Médio, União Europeia e Associação Latino-Americana de Integração (ALADI). Argentina, Hong Kong, Estados Unidos, Emirados Árabes, Bolívia, Peru, México, Equador, China, Chile são, nessa ordem, os maiores consumidores. Ao todo, o Vale exporta para 41 países.

A expectativa para a Fivel deste ano é receber empresários, compradores, investidores, parceiros, órgãos governamentais, de diversos setores do país, para realizar negócios nas áreas de Eletroeletrônica, Telecomunicações, Segurança, Radiodifusão, Eletromédicos, Energia, Automação industrial, predial e comercial, Tecnologia da Informação (TI), Sustentabilidade, Construção Civil, Defesa, Automotivo, Iluminação, Internet das Coisas (IoT), Tecnologias Educacionais e um mercado crescente na área de prestação de serviços em locação de hardware com licenciamento de ferramentas de comunicação e produtividade.

PROGRAMAÇÃO

Abertura: dia 12 de setembro, 14h – Entrada do Pavilhão de Exposições    

Show room de produtos e serviços: de 12 a 14 de setembro, das 14h Às 21h

Painéis Temáticos:

Gastronomia

Onde Ficar

Localização